Face Shields produzidas pelas faculdades de Arquitetura e Engenharia chegam a Governador Valadares

Alexandra Paiva e Peterson Andrade participam do programa Covid Zero. (Foto: Pedro Hiago/UFJF)

Neste mês, a sede administrativa da Universidade Federal de Juiz de Fora em Governador Valadares (UFJF-GV) recebeu mais de 2.300 máscaras protetoras faciais, as Face Shields, produzidas pelas Faculdades de Arquitetura e Engenharia do campus sede da Universidade. A técnica-administrativa em educação (TAE) Maria Alice Franco, que trabalha como secretária executiva da Direção Geral do campus de Governador Valadares conta que as doações fizeram parte do programa de extensão “Covid Zero: Prevenção da transmissão pelo novo coronavírus e medidas para o enfrentamento da pandemia” e foram destinadas aos profissionais da saúde de Governador Valadares e mais 50 cidades da região leste de Minas Gerais.

“Nós sabemos que o uso dos protetores faciais se tornou necessário no dia-a-dia dos profissionais que trabalham no contato direto com coronavírus e atuam no combate à disseminação da doença. Com a pandemia, os profissionais de saúde têm sofrido com a falta de equipamentos proteção individual, então essa iniciativa do campus é necessária, importante e faz toda a diferença para os municípios no combate doença, sobretudo para quem atua na linha de frente e está exposto a altos riscos de contaminação”, disse Maria Alice.

Em entrevista à UFJF, o diretor-geral da UFJF-GV, Peterson Andrade comentou os impactos da pandemia nos profissionais de saúde da cidade. “Em Governador Valadares, até o dia 3 deste mês, foram 539 profissionais de saúde com diagnóstico confirmado. Por isso, estamos buscando várias formas de oferecer todo o suporte necessário e possível a estes profissionais; seja com doação de EPI, capacitações dos profissionais, divulgação de informações científicas e promoção de comportamentos adequados para a prevenção da contaminação no ambiente de trabalho, doméstico ou comunitário”, explicou Peterson. De acordo com o último boletim epidemiológico de Governador Valadares publicado ontem (27) pela prefeitura, a categoria mais afetada é a dos técnicos de enfermagem, seguida de médicos e enfermeiros, o que confirma a vulnerabilidade desses profissionais e necessidade da utilização dos EPIs e práticas de higienização e autocuidado diante do contato direto com pacientes infectados e áreas contaminadas. Além da entrega das Face Shields, o programa Covid Zero também elaborou, em parceria com o Centro de Educação a Distância (Cead) da UFJF, uma cartilha de orientações para o uso e higienização das face shields.

As entregas foram agendadas pelos TAEs da secretaria da Direção Geral do campus, que entraram em contato com representantes das instituições de saúde da região. “Nós da secretaria organizamos e realizamos a gestão da entrega, porque a demanda era muito grande então precisava de fazer essa gestão para atender a todos que solicitaram os protetores”, explica Maria Alice. De acordo com a TAE, a ação teve duas etapas: na primeira foi feito o contato com as pessoas físicas em instituições da cidade de Governador Valadares e, na segunda etapa, com representantes de cidades da região leste de Minas.

Apesar dos desafios e preocupações que a pandemia trouxe para a rotina de trabalho, a TAE diz sentir orgulho de fazer parte do campus de GV. “Desde a sua criação, eu tenho acompanhado as ações e sei o quanto o campus tem mudado a história de pessoas da cidade de Governador Valadares e de toda região do leste de Minas. A pandemia trouxe para nós, servidores, muitos desafios, novos conhecimentos e nós estamos trabalhando para oferecer o melhor enquanto instituição de ensino, buscando ser uma instituição modificadora e mobilizadora social. Nesse contexto de pandemia, a Universidade Federal tem contribuído muito com as ações de combate ao coronavírus e nós, TAEs, fazemos parte desse projeto”.

Confira as fotos da entrega das Face Shields.

SINTUFEJUF

SINTUFEJUF