Técnica em enfermagem do HU é a primeira pessoa a ser vacinada contra a Covid-19 em Juiz de Fora

Técnica de enfermagem do HU Denise Maria Rocha de Freitas, de 43 anos, foi a primeira a ser vacinada em Juiz de Fora (Foto: PJF)

Teve início na manhã de ontem, 20, a vacinação contra a Covid-19 em Juiz de Fora, e a técnica em enfermagem do Hospital Universitário (HU), Denise Maria Rocha de Freitas, de 43 anos, foi a primeira pessoa a receber a primeira dose. A vacinação teve início às 8h, com a aplicação da vacina na unidade do HU no bairro Santa Catarina. O critério de escolha foi um trabalhador ou trabalhadora que cuidasse diretamente de pacientes com a doença.

O município recebeu na terça-feira, 19 de janeiro, 33.800 doses do primeiro lote da vacina contra o coronavírus. Conforme o Boletim Municipal também divulgado ontem, a Prefeitura de Juiz de Fora contabilizou mais sete mortes por Covid-19 e o número total de mortes pela doença é de 638. O município também registrou 110 novos casos do coronavírus em relação ao boletim anterior e ultrapassou a marca de 16 mil notificações positivas.

A coordenadora de aposentados e aposentadas e TAE na unidade do HU no bairro Dom Bosco Isabel Cristina Nascimento afirma que é um momento aguardado com muita ansiedade, preocupação e precaução. “Isso porque mesmo estando vacinados, não devemos deixar a regra da higiene das mãos, o uso da máscara e principalmente o distanciamento social de lado, até que todos nós estejamos vacinados e vacinadas”, explica Isabel. “É um momento de importância vital. Em Juiz de Fora, por exemplo, somos uma quantidade imensa de trabalhadores da área de saúde e, para o atual governo, não merecemos reconhecimento, mesmo colocando a nossa vida em risco. Mas agora chegou uma vacina, que não vai apenas proteger o trabalhador, como sua família”. Isabel também ressaltou a importância da vacinação para os trabalhadores da saúde afastados por comorbidades, que poderão retornar aos postos de trabalho. 

De acordo com o Superintendente do HU Dimas Augusto Carvalho de Araújo, vai acontecer uma reunião nos próximos dias para estipular o calendário da vacinação. Serão vacinados 2065 trabalhadores e trabalhadoras do HU, incluindo os técnico-administrativos em educação (TAEs), professores, residentes e trabalhadores terceirizados. O tempo de vacinação deste grupo dependerá do calendário a ser estipulado. Dimas também afirmou que foram solicitadas vacinas para os trabalhadores e trabalhadoras em home office.

Sobre o início das vacinações no HU, o superintendente disse que não foram iniciadas pois eles ainda não receberam as vacinas.  “A primeira equipe a ser vacinada será a equipe que cuida de pacientes com Covid-19”, explica Dimas Araújo. “E, nesta equipe, os TAEs, empregados EBSERH, professores, residentes e terceirizados serão vacinados. O cronograma não será por categorias e sim pelos graus de risco de exposição da equipe”, conclui.

SINTUFEJUF

SINTUFEJUF