TAEs do IF Sudeste participam de Dia Nacional e Lutas em defesa da flexibilização da jornada de trabalho

Trabalhadoras e trabalhadores técnico-administrativos em educação do IF Sudeste MG (Campus Juiz de Fora e Reitoria) mobilizam-se hoje em defesa da flexibilização da jornada de trabalho, atendendo ao chamado da Fasubra para o Dia Nacional de Lutas, que acontece hoje em todo o país. As atividades começaram cedo, às 6h30, com uma panfletagem no campus Juiz de Fora do IF, e estendem-se por todo o dia. O objetivo é promover a conscientização da comunidade acadêmica em relação às mudanças que a flexibilização pode trazer ao Instituto, tanto no que diz respeito a ampliação do atendimento ao público e a melhoria da prestação de serviços quanto à saúde das trabalhadoras e trabalhadores. A coordenadora geral do Sintufejuf, Maria Angela Costa, afirma que a experiência da jornada flexibilizada tem sido muito positiva na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e em outras instituições do Brasil onde ela foi implementada.

No início do ano passado o reitor do IF Sudeste MG, Charles Okama, publicou uma resolução suspendendo a flexibilização da jornada de trabalho dos TAEs no Instituto. A categoria se mobilizou em torno de uma greve cuja principal pauta era a flexibilização e a participação democrática da categoria nas decisões da Instituição. Após meses de mobilização uma nova resolução possibilitando a jornada flexibilizada foi aprovada no Conselho Superior do Instituto, porém a Reitoria do IF Sudeste MG está dificultando o processo de implementação da flexibilização. “Infelizmente a Administração aqui do IF Sudeste não está entendendo ainda que a flexibilização vai ser boa pra todo mundo”, afirmou a coordenadora geral do Sintufejuf, Maria Angela Costa. Uma das servidoras TAEs do Instituto, a bibliotecária Vânia Paula, explica que a Administração Superior está fazendo exigências que não constam na minuta de regulamentação da flexibilização. Isso está dificultando a aprovação dos processos enviados pelos setores que desejam ampliar o atendimento prestado. “A luta é diária e a gente tem que colocar a cara no sol”, afirmou Vânia. Durante todo o dia acontecerão panfletagens no campus Juiz de Fora do IF Sudeste MG para dialogar com a comunidade acadêmica sobre a questão.