TAES DA UFJF ELEGEM DELEGADOS PARA A PLENÁRIA NACIONAL DA FASUBRA

Em assembleia geral, realizada na manhã de ontem, 05 de setembro, no auditório 1 do Centro de Ciências (Campus UFJF), trabalhadoras e trabalhadores técnico-administrativos em Educação da UFJF escolheram as delegadas e delegados que representarão a categoria na Plenária Nacional da Fasubra, nos dias 14, 15 e 16 de setembro. Na ocasião, foram inscritas duas chapas, Avante, que obteve 47 votos (68%) e Tribo, com 22 (32%). Pela proporção, cada chapa poderá enviar um representante. Indicado pela direção do Sintufejuf, a categoria referendou o nome de Conrado Jenevain. Já em Governador Valadares, a assembleia aconteceu no dia 28 de agosto, e elegeu as técnico-administrativas Érica Aparecida de Sá, como titular e Isadora Camargo, enquanto suplente.

Realizada em Brasília, a Plenária Nacional Estatutária irá abordar: Informes Nacionais e da Direção Nacional; Apresentação dos programas de governo dos candidatos à Presidente da República; substituições na Direção Nacional; debates de conjuntura; Informes de Base; calendário, encaminhamentos e outros.

No segundo ponto de pauta da assembleia, a categoria discutiu sobre a contratação de técnico temporário na UFJF. Flávio Sereno alertou sobre as diversas formas de terceirização do trabalho do TAE, sendo a contratação temporária uma nova modalidade. As contratações anunciadas, a princípio, serão de intérpretes de libras, devido à existência de uma política de cotas para surdos. A UFJF demandou ao Ministério da Educação a necessidade de contratação de 33 intérpretes, no entanto, apenas 3 foram oferecidas. De acordo com Flávio Sereno, a necessidade é real, no entanto, é mais cômodo para o governo abrir contratação temporária, que concurso, o que é uma grande preocupação para o serviço público. Isto porque, com a ameaça da reforma da previdência, no último ano mais de cem TAEs se aposentaram, tendo as vagas sido repostas por concurso. No caso de novas aposentadorias, precisam ser realizados novos concurso, e não contrato temporário. A realização de concursos é uma bandeira de lutas da categoria.

Conforme o coordenador de atividades culturais do Sintufejuf, Conrado Jenevain, a contratação de temporário para o curso de letras-libras não foi discutida no Conselho Superior (Consu) e nem no Conselho Setorial de Graduação (Congrad). De acordo com o coordenador, após uma manifestação de estudantes no saguão da reitoria, os mesmos foram encaminhados ao anfiteatro para uma reunião com a Pró-Reitoria de Graduação da UFJF (Prograd). Conrado conta que acompanhou a discussão, e que na ocasião, foi comunicada a contratação dos três intérpretes.

Diante do debate, a categoria compreende a demanda, no entanto, esta não pode ser uma prática recorrente, desta forma, houve o consenso quanto a necessidade de pressionar o reitor pela abertura imediata de concurso público. Existe a preocupação de novas aposentadorias e a possibilidade de proposição de concurso no próximo governo.

 

IX Fórum Nacional das Comissões Internas de Supervisão (FNCIS) – 2018

 

Durante a assembleia, o coordenador de organização e política sindical do Sintufejuf, Igor Coelho, fez um relato sobre o IX Fórum Nacional das Comissões Internas de Supervisão (FNCIS), que ocorreu nos dias 23 a 26 de agosto em Garopaba-SC.

De acordo com Igor, entre os debates do evento, foi discutida a necessidade de cobrança de que o Governo volte a dialogar com Fasubra. Segundo ele, em meio às ameaças de desmonte o serviço público, e o congelamento dos gastos com educação por 20 anos (EC 95), o momento é de defender o Plano de Carreira dos Cargos Técnico-administrativos em Educação (PCCTAE). Igor alerta para o risco da reestruturação da carreira dos servidores federais com a extinção do Incentivo à Qualificação. Todas as propostas elaboradas durante o evento foram publicadas na “”.Carta de Garopaba

 

SINTUFEJUF

SINTUFEJUF