SINTUFEJUF solicita reunião com reitoria do IF Sudeste MG e Progepe/UFJF para discutir a situação dos TAES que desempenham a função de cuidadoras e cuidadores em suas famílias

12/05/2022

O SINTUFEJUF encaminhou ontem, 11, um ofício para a Pró-reitoria de Gestão de Pessoas da UFJF (Progepe) e para a reitoria do IF Sudeste MG solicitando reuniões para discutir a situação das trabalhadoras e trabalhadores técnico-administrativos em educação que convivem com familiares do grupo de risco da COVID-19 e/ou desempenham a função de cuidadores em suas famílias. Com a revogação da Instrução Normativa IN 90, todas as servidoras e servidores públicos federais que ainda estavam em trabalho remoto, retornariam para as atividades presenciais, a partir de 06 de junho, inclusive aqueles que se encontram na situação descrita.

A decisão do encaminhamento foi tomada durante uma reunião na última terça-feira, 10,  com SINTUFEJUF, por meio de sua Coordenação de Saúde, e TAES que se enquadram na situação. 

Para a coordenadora geral do SINTUFEJUF, Maria Angela Costa, também presente na reunião, o encontro foi de extrema importância, visto que o assunto era de urgência para os TAES e algo que está causando preocupação 

De acordo com a coordenadora de saúde do SINTUFEJUF,  Andréa Ramos, a obrigatoriedade do retorno poderá ser um fator estressante ou angustiante dependendo da circunstância vivenciada pelo trabalhador. “Estamos todos vivendo com um salário com déficit inflacionário, o custo de vida cada vez aumentando com a moradia, alimentação e principalmente com a saúde e medicamentos. Além disso, ainda temos a  preocupação com nossos entes, não só nos cuidados diários, como nas possíveis implicações legais como maus tratos e abandono, caso o trabalhador não consiga alguém que realize a tarefa de cuidador”, disse Andréa.  Segundo a coordenadora, durante a reunião com a categoria, algumas pessoas desabafaram que estão desenvolvendo problemas psicológicos e emocionais devido a essa situação. 

A também coordenadora de saúde, Cybele Machado, informou que durante o encontro, foi solicitado que o agendamento das reuniões com a reitoria do IF Sudeste MG e com a Progepe/UFJF, seja, preferencialmente, no formato híbrido ou virtual, para que os TAES possam expor sua real situação com intuito de sensibilizar a gestão. Entretanto, o formato sugerido não está  garantido. O objetivo é que as instituições, tanto UFJF quanto IF Sudeste MG,  mantenham em trabalho remoto os técnicos que vêm exercendo o trabalho de cuidadores em seus lares. 

Notícias mais lidas

SINTUFEJUF

SINTUFEJUF