SINTUFEJUF, APES e SINTEAC discutem demissão de terceirizados com reitoria

O SINTUFEJUF, APES e o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Asseio, Conservação e Limpeza Urbana de Juiz de Fora e Região – MG (SINTEAC) participaram na tarde desta terça-feira, 04, de uma videoconferência com o reitor Marcus David e a vice reitora Girlene Alves. A reunião foi solicitada pelo SINTEAC para discutir as demissões de 307 trabalhadoras e trabalhadores terceirizados, conforme deliberação do Conselho Superior em abril. A decisão havia sido tomada com o objetivo de adequar os gastos à previsão de receitas de 2021 imposta pelo Ministério da Educação (MEC).

De acordo com o coordenador geral do SINTUFEJUF, Flávio Sereno, a reitoria sinalizou a possibilidade de atenuar o número de demissões. “Há uma esperança de algum tipo de recomposição orçamentária dentro do Congresso, e um estudo sobre as legislações de proteção ao emprego que foram aprovadas na última semana, como redução de jornada e suspensão de contrato. A equipe de planejamento da universidade está analisando para ver se é possível algum tipo de atenuante para reduzir o número de demissões”, afirma. Entretanto, Flávio explica que o estudo ainda está em fase inicial, sem nenhuma garantia, e qualquer proposta de alteração será, segundo disse o reitor, submetida à análise do Conselho Superior.

Em relação aos critérios de demissão, questionado pelo SINTEAC, o reitor explicou que está sendo avaliada uma forma de distribuir os cortes por unidades. A intenção é que não seja extinta nenhuma equipe de trabalho, mantendo assim um número mínimo de trabalhadores em cada setor, mesmo com as reduções drásticas impostas pela redução das verbas de custeio.

SINTUFEJUF

SINTUFEJUF