Nesta quinta,10, entidades realizam ato virtual contra o corte do orçamento das universidades federais

Nesta quinta, 10, sindicatos, movimentos sociais, artistas e entidades se unem, a partir das 14h, em um ato virtual, para protestar contra o corte no orçamento das universidades federais, previsto para 2021. Segundo o Governo Bolsonaro, a verba de custeio das universidades e institutos federais será reduzida de 18% a 20%. A atividade compõe o Dia Nacional de Mobilização convocado pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) e será transmitida pelo Youtube e Facebook do SINTUFEJUF.

De acordo com o coordenador gera do SINTUFEJUF, após o período eleitoral, nos últimos dias do ano, é comum que o Congresso, estimulado pelo governo, coloque em votação medidas impopulares. “E não há nada mais impopular agora que desidratar serviços públicos que estão nas trincheiras do enfrentamento a pandemia. O corte de recursos e a tentativa de redução salarial dos trabalhadores do setor público são medidas que vão na contramão do necessário para o país superar o atual momento e reduzir suas profundas desigualdades”, afirma

.

Para as entidades, isso pode inviabilizar a própria permanência das universidades, da pesquisa, da extensão e do ensino no ano que vem. Conforme o coordenador do Sindicato dos Técnicos da Universidade Federal de São João Del-Rei (Sinds-UFSJ), Denilson Carvalho, o objetivo do ato virtual é criar uma rede de solidariedade e de lutas.

A mobilização vai contar com debates com a presença do vice-presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e Reitor da UFJF, Marcus David; o coordenador-geral da Federação dos Trabalhadores em Educação das Instituições Públicas de nível superior (Fasubra), Toninho Alves; o 1º vice-presidente da regional leste do ANDES –  Sindicato Nacional, Mário Mariano; e o estudante de medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), membro do DCE/UFMG, coordenador regional na DENEM, Diretoria da UEE-MG e militante do Afronte, Marcus Vinícius Ribeiro Cruz.

Haverá ainda a participação da Seção Sindical dos Docentes da UFSJ (ADUFSJ – Seção Sindical), do Diretório Central dos Estudantes da UFSJ (DCE/UFSJ), do Sindicato nacional dos Docentes do ensino Superior (ANDES-SN), da Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (Fasubra Sindical), do Sindicato dos Técnicos Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino de Lavras (Sind-UFLA), da Seção Sindical dos Docentes da Universidade Federal de Lavras (Adufla – Seção Sindical), do Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Juiz de Fora (Sintufejuf) e Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal de Lavras (DCE/UFLA).

Mediado pela secretária de Comunicação do DCE/UFSJ, Letícia Pavan, o ato virtual também contará com quatro apresentações musicais que carregam a mensagem política defendida pelos movimentos. Elas serão interpretadas por Natália Vargas, Luiz Nascimento, Gabriel Resende e Marcos Filho.

Outras pautas

Além da mobilização contra o corte no orçamento universitário, outro ataque do Governo Federal pautado pelo ato é o corte 25% do salário dos servidores públicos através da PEC Emergencial, do ministro da Economia, Paulo Guedes.

O  coordenador do Sinds-UFSJ  Denilson Carvalho destaca que muitos desses servidores estiveram e ainda estão atuando na linha de frente no enfrentamento à Covid-19, seja na área de saúde, pesquisa, segurança pública e outros, e que o Governo Federal, apesar de ter diversas outras opções para lidar com a crise econômica, prefere atacar as camadas não privilegiadas do funcionalismo público.

SINTUFEJUF

SINTUFEJUF