Membros da CIS realizam balanço de mandato que encerra em agosto

Com a aproximação do término do mandato, membros da Comissão  Interna de Supervisão de Carreira dos Técnico-administrativos em Educação da UFJF (CIS) realizaram um balanço dos três anos de atuação. Criada em 2005, a CIS é composta por trabalhadoras e trabalhadores técnico-administrativos pertencentes ao quadro efetivo da UFJF e aposentados eleitos diretamente para um mandato de três anos. Atualmente, desde agosto de 2016, fazem parte as coordenadoras Mariluce Jacob de Oliveira e Adriana Imaculada (adjunta), além dos técnico-administrativos Igor Coelho, Elisete Gonçalves Fonseca e Wander Vynycyus José Maria.

O trabalho da comissão consiste em acompanhar, fiscalizar, assessorar e avaliar a implementação do Plano de Carreira dos Trabalhadores Técnico-administrativos em Educação da UFJF, além de propor à Comissão Nacional de Supervisão de Carreira (CNSC) os aprimoramentos necessários.  Em âmbito nacional, CNSC é composta representantes indicados pela FASUBRA, representantes indicados pelo SINASEFE, pelo Ministério da Educação, pelos dirigentes das instituições federais de ensino vinculadas ao MEC e Suplentes, na proporção de 2/3.

Em Juiz de Fora, de acordo com a coordenadora Mariluce Jacob, a CIS acompanha os processos de progressão funcional, estágio probatório, além de ouvir demandas dos servidores relacionados ao plano de carreira.

Segundo Igor Coelho, todas as comissões da UFJF que têm representação de TAEs tem representantes do sindicato e da CIS, como as comissões de flexibilização, ponto eletrônico, Proquali, comissão de política de afastamento, etc.

Além das atividades mencionadas, ao longo dos 3 anos de mandato, representantes das CIS participaram do IX Fórum Nacional em Garopaba/SC, e do Encontro Regional Sudeste, em Arraial do Cabo/ RJ. Segundo a comissão, desde o Congresso da Fasubra, Confasubra, realizado em maio de 2018 em Poços de Caldas, membros das CIS de instituições federais de ensino de todo Brasil, se organizaram para retomar com os encontros, que tem como objetivo ampliar e aprofundar as discussões que envolvem o plano de carreira da categoria.O próximo Fórum Nacional está previsto para Setembro, no Rio Grande do Norte, e o Regional Sudeste será em São Paulo. Conforme Mariluce, a retomada dos eventos era imprescindível diante da conjuntura política. “Havia necessidade destas discussões para os TAEs em função da carreira. A situação estava muito precária porque o governo apontou extinção de vários cargos, sucateando a carreira. Teve problema também na captação de recursos para os TAEs se capacitarem, manterem no doutorado, mestrado, graduação. A gente fez essa cobrança também da Fasubra, para que fosse realizada essa intermediação”, conta. No âmbito local, Mariluce destaca as cobranças de processos de estágio probatório, além do levantamento de percentual de aposentados, e a reivindicação de uma sala para sediar os plantões da CIS, que seja acessível a todas e todos os TAEs. Atualmente as reuniões ocorrem toda quarta-feira, das 13h às 15h30 na Biblioteca Central.

Para a coordenadora adjunta Adriana Imaculada é importante participar da CIS para estar inteirado e defender os interesses da própria categoria. “Trata da nossa carreira, dos nossos direitos, tudo que a gente conquistou até hoje e o que está sendo tirado dos TAEs. Atuando  na CIS, a gente acaba tendo uma visão do todo, da instituição, do papel do TAE, de como ele pode atuar junto a essas comissões, junto aos direitos que os TAEs tem conquistado dentro da instituição. É importante a gente conhecer a nossa carreira e estar sempre lutando e conhecendo, tomando conhecimento do que está sendo discutido, tanto em âmbito nacional, quanto no âmbito da instituição”, afirma.

Em breve será publicado edital para eleição de novos membros, que acontecerá no início de agosto. A CIS é constituída por 9 integrantes, sendo 6 titulares e 3 suplentes, voluntários. Conforme resolução  43/2009 do CONSU, o atendimento aos servidores acontece em regime de plantão.

 As eleições acontecem através do SIGA, e a candidatura é realizada também pelo SIGA, a partir da publicação de edital.

SINTUFEJUF

SINTUFEJUF