DIA MUNDIAL DE COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA A PESSOA IDOSA

O dia 15 de junho marca o Dia Mundial de combate à violência contra a pessoa idosa. Criada em 2006 pela Organização das Nações Unidas (ONU) juntamente com a Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa, a data tem como objetivo conscientizar a sociedade em relação às diversas formas de violência contra as pessoas acima dos 60 anos, desde a violência velada, psicológica, omissões de cuidados, que prejudicam a integridade física e emocional da pessoa idosa, até mesmo violências físicas, que podem causar a morte.

Segundo dados do Disque 100, canal da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos (responsável pelo recebimento de denúncias de violações de direitos), mais de 80% dos casos de violência contra idosos acontecem dentro de casa, cometidos por filhos, netos ou outros familiares.

De acordo com o último Censo demográfico, em Juiz de Fora existem cerca de 70 mil pessoas acima dos 60 anos, o que corresponde a 13% da população. Apesar do aumento na qualidade de vida, autonomia e independência dessas pessoas, tem aumentado também, a cada ano, o número de registros de casos de abusos, maus-tratos e diversas formas de violações contra a pessoa idosa. Entre 2016 e 2017, foram notificados na cidade cerca de mil crimes na Delegacia Especializada de Atendimento ao Idoso, o que representa aproximadamente cinco ocorrências diárias. No Brasil, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma pessoa idosa é agredida a cada dez minutos. É preciso destacar que esses números podem ser ainda maiores, uma vez que muitas pessoas não fazem denúncia, seja por medo, vergonha, culpa ou envolvimento emocional com agressores, que na maioria das vezes é da própria família.

Para garantir uma qualidade de vida e o envelhecimento saudável e tranquilo, sem sofrer opressão, que pode desencadear num quadro de depressão, é preciso trabalhar intensamente para prevenir a violência, identificando os opressores e realizando o encaminhamento correto de cada caso. Somente preparando as novas gerações com debates sobre o tema, informações educativas, conscientizando a população e investindo em educação, será possível combater esse tipo de violência.

Contatos para suporte ou denúncia de violência contra a população idosa:

. Disque 100 – Atende denúncias de atos contra direitos humanos

. Disque Denúncia: 0800 283 7991 – Atende denúncias de atos que violam direitos.

. Disque saúde – telefone 0800-611997 – Serviço gratuito, funciona todos os dias das 8 às 18 horas. Pode ser acionado até de orelhão. Tira dúvidas sobre saúde e recebe denúncias (inclusive anônimas) de mau atendimento no SUS.

. Agência Nacional de Saúde Suplementar – telefone 0800-7019656 – Serviço gratuito para dúvidas em relação aos planos privados de saúde.

SINTUFEJUF

SINTUFEJUF