Consu rejeita por unanimidade o programa Future-se

O Conselho Superior (Consu) da UFJF, em reunião na manhã de hoje, 04 de setembro, rejeitou por unanimidade o programa Future-se. O posicionamento contrário ao Future-se, das trabalhadoras e trabalhadores técnico-administrativos em educação da UFJF defendido pelos seus respectivos representantes no conselho, já havia sido aprovado em assembleia geral da categoria no dia 28 de agosto. Isto porque, as trabalhadoras e trabalhadores entendem que o programa põe em risco a autonomia universitária, uma vez que entrega às organizações sociais a administração das instituições educacionais. Além disso, retira do Estado a responsabilidade com o financiamento público da educação superior, descaracterizando assim a essência da educação brasileira.

Para embasar a decisão, o SINTUFEJUF realizou diversos debates sobre o tema, em assembleia geral da categoria em Juiz de Fora, em Governador Valadares e também entre os TAEs do IF Sudeste MG (campus Juiz de fora e reitoria), sendo construída uma NOTA conjunta do sindicato publicizando a avaliação dos TAEs das duas instituições, de que o programa representa o desmonte das carreiras dos trabalhadores do serviço público federal, além de ser uma estratégia já conhecida que precede todo processo de privatização. Em agosto, em parceria com as demais entidades representativas, o programa foi objeto novamente de discussão nos dois campi e no IF Sudeste MG, durante o evento “Abertura de Semestre”,  com o tema “Temos Futuro?”, e em atividade organizada pela administração da UFJF.

Também faz parte da pauta que está sendo construída pelos TAEs para a Consulta Pública 2019 para escolha de reitor e vice, que a próxima gestão defenda essa posição aprovada hoje no Consu.

SINTUFEJUF

SINTUFEJUF