Charge de Carlos Latuff é capa do jornal do Sintufejuf

A edição 221 do jornal do Sintufejuf traz na capa uma arte do chargista e artivista Carlos Latuff. Natural do Rio de Janeiro, Latuff tem seu trabalho conhecido em diversos países pelo mundo, defensor dos movimentos sociais, dos direitos humanos e da cidadania. Para ele, a arte não tem necessariamente que ser engajada, mas pelo menos parte do trabalho do artista deve ser dedicado a alguma causa importante. “Precisa ter a arte engajada e a arte não engajada, a que te faz sentir e a que te faz pensar. O papel do artivismo é exatamente usar a arte como instrumento de luta”, explica. De acordo com Lattuf, a linguagem visual tem a capacidade de sintetizar temas que muitas vezes são complexos, têm um potencial visual forte de fazer com que o leitor ou espectador possa refletir sobre determinado assunto.

Segundo o chargista não existe isenção. “Se você se coloca como isento, você está tomando partido. Principalmente nos dias de hoje, em que está muito clara a polarização entre quem defende a democracia, o estado de direito e a civilização, e de outro lado quem defende a barbárie, o fascismo. Está claro hoje que não há possibilidade de você se colocar como neutro. Se você se coloca como neutro, você está do lado do fascista”, acredita Latuff. Quando fala sobre o uso das redes sociais nos dias de hoje, ele afirma que existe uma espécie de macarthismo informal (prática de acusação, caracterizado pela intensa de repressão e perseguição política). “Uma pessoa que se coloca contrária a esses discursos de ódio, discursos que levaram inclusive um candidato a ser presidente eleito, quem se coloca contra isso é chamado de petista, comunista. Eu acredito que daqui para a frente a gente vai ter uma caça às bruxas em relação aos artistas, aos professores e aos jornalistas, como acontece nos EUA, já que o presidente eleito ele se coloca como um seguidor da política Trump”, desabafa.

Ele conta que embora nunca tenha se interessado em realizar projetos pela lei Rouanet, já foi acusado, diante dos discursos de ódio, de ser beneficiado pela lei de incentivo à cultura.

Quem quiser conhecer os trabalhos do artista, basta visitar o site https://latuffcartoons.wordpress.com/

 

Confira aqui o jornal do Sintufejuf!

 

 

Coordenador geral, Flávio Sereno e coordenador de comunicação, Felipe Santos, recebem o chargista Carlos Latuff no Sintufejuf

SINTUFEJUF

SINTUFEJUF